7 de jan de 2012

Protetor Solar Sempre!


A exposição à radiação ultravioleta causa danos irreversíveis à pele. Fala-se muito hoje em dia no câncer de pele, que acaba sendo a maior preocupação das pessoas, que, no entanto, esquecem-se do terrível FOTOENVELHECIMENTO.


Dentro do espectro solar, a radiação ultravioleta B (UVB), que é mais intensa entre 10 e 16 horas, é a responsável pela maioria dos efeitos carcinogênicos na pele, daí a frequente campanha para que se evite a exposição solar durante este período. Mas o que muita gente esquece é que também há radiação UVB nas demais horas do dia, só que em menor intensidade, e que, além da radiação UVB, existe também a radiação ultravioleta A (UVA) que, além de efeitos cancerígenos, induz ao fotoenvelhecimento, possuindo ondas de longo alcance, que atingem as camadas mais profundas da pele, e, pior, a intensidade desta é a mesma durante todo o dia e também não muda com a estação do ano.

As pessoas também ignoram que os efeitos das exposições ao sol vão sendo acumulados. Pois é, tais agressões, imperceptíveis aos nossos olhos no princípio, vão se acumulando ao longo da vida, sem chamar qualquer atenção e de repente bum – surge precocemente o espessamento da pele, as rugas e as sardas, sem falar no câncer.
Por tudo isto é que não dispenso o protetor solar!
Uso protetor solar sempre, faça sol ou chuva, seja verão ou qualquer outra estação do ano, em ambientes externos e em internos e até mesmo em casa.  
Pois é, queridíssimas, como eu disse lá em cima, as ondas são de longo alcance, entram pelas portas, pelas janelas, pelas varandas, além do que as luzes do computador e das lâmpadas fluorescentes emitem a mesma radiação UVA. Triste, não é? Não temos para onde fugir, por isso o segredinho é protetor, protetor e mais protetor, além de chapéus, sombrinhas e tudo o mais que possa garantir alguma proteção, é claro!
Estipulei até como meta comprar umas luvinhas para quando estiver dirigindo... neurose? Pode até ser, mas sei que vou agradecer quando ficar mais velha e minhas mãozitas não estiverem todas irreversivelmente manchadas!!!!
De fato, tenho horror às terríveis sardas, até porque já estou tendo que lutar contra elas, primeiro porque tenho problemas genéticos em relação ao sol, segundo porque exagerei mesmo nas exposições na infância e terceiro porque trabalho o dia todo com computador e com aquelas malditas luzes fluorescentes... buá buá buá  
Por isso, odeio me expor ao sol. A palavra bronze definitivamente não faz parte do meu dicionário! Esses dias fiz um check up e, adivinhem, pouca vitamina D... sermão da médica, porque isto é um perigo, mas falo sobre isto em outro post, porque este já tá ficando grande demais...
Ah, mocinhas, quase esqueço... é bom lembrar que os raios ultravioleta batem no chão e refletem, por isso não pensem que estão protegidinhas ficando em baixo do guarda-sol, tá bem?!
Bom, depois de tudo isto, vocês devem estar pensando: ‘mas eu odeio a gordura e a oleosidade dos protetores solares!’ É, isso é ruim mesmo, por isso já testei um montão e achei um excelente!!!!!! Mas este segredinho fica pro próximo post!!!!!
Bjokas

Um comentário:

Vera disse...

Vou comprar um protetor solar,pois tb tenho horror da oleozidade. Bjs, Vera